Bom dia! veja as manchetes dos jornais desta sexta-feira, 14 de março. Governo lança pacotão para conta de luz não subir este ano

O diretor da Aneel, Romeu Rufino, explicou as medidas para socorrer as empresas de energia
O governo anunciou, ontem, uma série de medidas para tentar solucionar a crise no setor elétrico. No total, as empresas receberão um auxílio de R$ 12 bilhões, que entrarão na conta de revisão das tarifas somente em 2015. Com isso, os consumidores serão poupados do impacto nas faturas de energia neste ano, segundo o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino. Segundo especialistas, no entanto, o aumento represado chegaria a 24%.
Apesar de o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmar que haverá um reajuste escalonado dos preços a partir do ano que vem, o governo acredita que os consumidores possam ser poupados desses 24% mesmo em 2015, porque há uma expectativa de redução das tarifas de grandes usinas, como Cesp, Cemig e Copel, que farão suas revisões tarifárias no período.
— No final do ano, teremos o valor apurado de qual será a conta. No curso do ano que vem, no respectivo processo tarifário, avalio o impacto do custo da energia no ano que vem — disse Rufino.
A crise no setor é provocada pelos custos extras com que as distribuidoras estão sendo obrigadas a arcar, devido à escassez de energia. Com os reservatórios das hidrelétricas em nível mais baixo do que o normal, as distribuidoras são obrigadas a usar as usinas termelétricas, que geram eletricidade até seis vezes mais cara. Além disso, no leilão realizado em dezembro do ano passado, a estiagem levou as empresas a comprarem eletricidade mais cara no mercado.
Tática é para conter apagão
O socorro às empresas faz parte de uma estratégia do governo para conter o risco de apagão, por conta da falta de chuvas nos reservatórios das hidrelétricas. Anteontem, o Ministério de Minas e Energia chegou a elevar de “baixíssima” para “baixa” a possibilidade de desabastecimento nos próximos meses.
Ex-titular da pasta, o atual ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) José Jorge criticou, ontem, a postura do governo, em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo”.
Segundo ele, que foi ministro no governo de Fernando Henrique Cardoso, na atual situação, a população deveria estar sendo convocada a poupar luz, em vez de estimulada a gastar, como tem ocorrido.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

STF muda decisão e absolve Cunha da acusação de lavagem de dinheiro


O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (13), por seis votos a quatro, reverter a decisão tomada no julgamento do processo do mensalão em 2012 e absolver do crime de lavagem de dinheiro o ex-deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP). O único ministro que não votou foi o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, que não estava no plenário no momento da votação – a assessoria não explicou o motivo.A absolvição não muda as condenações pelos crimes de corrupção passiva e peculato, pelos quais Cunha cumpre pena de 6 anos e 4 meses em regime semiaberto, no qual é possível deixar o presídio durante o dia para trabalhar. Se o Supremo mantivesse a condenação por lavagem de dinheiro, a punição ao ex-parlamentar aumentaria para 9 anos e 4 meses e ele teria de ser transferido para o regime fechado.

Mais um fiscal é suspeito de corrupção


O Ministério Público Estadual e a Controladoria-Geral do Município investigam um fiscal da Secretaria Municipal de Finanças de São Paulo suspeito de manter dez empresas em nomes de "laranjas" e injetar nelas recursos obtidos de forma ilícita na Prefeitura. Daniel Amandio Pardal não teria ligação direta com a máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS), suspeita de desviar R$ 500 milhões da Prefeitura, mas ocupava a mesma função dos auditores presos em novembro.O MPE investiga cerca de 50 servidores das Finanças por suspeita de enriquecimento ilícito. A diferença é que, no caso de Pardal, a apuração é também criminal: ele é suspeito de lavagem, transferindo dinheiro obtido ilicitamente para suas empresas. A suspeita, segundo o Ministério Público Estadual, é de que ele tenha acumulado patrimônio de R$ 30 milhões, divididos em veículos e bens de suas empresas. A investigação tem foco nele. 

IBGE erra e turbina aumento de cargos no governo Alckmin


O IBGE divulgou nesta quinta-feira, 13, números errados sobre o funcionalismo de São Paulo, causando protestos do governo Geraldo Alckmin (PSDB). A informação equivocada tornada pública pela manhã apontava um aumento de 90% no total de cargos comissionados (sem concurso público) na gestão tucana entre 2012 e 2013. Depois dos protestos, o dado foi corrigido à noite: o crescimento total dos comissionados em São Paulo, na verdade, foi de 4%.A confusão ocorreu porque o governo de São Paulo mudou o número de referência de 2012 - são os governos estaduais que dão todas as informações para o IBGE. Na mesma pesquisa divulgada no ano passado, o governo paulista informou que havia 7.747 cargos comissionados em todo o governo em 2012.Só que, posteriormente, o governo paulista enviou um adendo: o número real no ano de 2012 era de 13.805 comissionados.

Brasília terá aumento de 64% em pousos e decolagens durante a Copa do Mundo


O aeroporto Juscelino Kubitschek terá aumento de 64,1% no volume de pousos e decolagens durante a Copa do Mundo. Desde a véspera de abertura do Mundial (11 de junho), até o dia seguinte a grande final (14 de julho), o número de pousos e decolagens chegará a 5,5 mil, sendo 2.175 novos.Durante o mesmo período, mais de 85 mil novos assentos serão ocupados, totalizando 560 mil lugares em voos. Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) Brasília terá o maior aumento proporcional de movimentação aeroportuária.A pesquisa teve como base as companhias aéreas que integram a Abear (Azul, Avianca, Gol e Tam). "A criação de uma malha aérea específica para o período da Copa do Mundo é um processo que requer disciplina organizacional extrema", explicou Eduardo Sanovicz, presidente da Abear.

Produção de cerveja cresce 5,4% em fevereiro, diz CervBrasil


O volume de produção brasileira de cerveja, segundo dados do Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe) da Receita Federal, cresceu 5,4% em fevereiro, em relação a janeiro, para 1,21 bilhão de litros. Em relação a janeiro do ano passado, houve aumento de 13%, informou a CervBrasil.Em janeiro deste ano, o volume produzido foi 2,4% menor do que janeiro de 2013 e 4,9% maior do que dezembro.“O resultado é bom, mas cabem algumas pequenas observações. Acréscimos no início do ano são comuns por conta do período de férias e do verão. O calor é um dos fatores importantes a influenciar a demanda por nosso produto – e neste ano, como todos sabem, as temperaturas estão bem elevadas. 

Reitor da UFMG está entre os seis novos ministros anunciados por Dilma


A presidente Dilma Rousseff anunciou, nesta quinta-feira, mais uma rodada da reforma ministerial que vem sendo desenrolada desde o início deste ano. Na tarde de hoje, a secretária de imprensa da Presidência divulgou os seis novos integrantes do governo. Entre os nomes que integram a lista está o do reitor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Clélio Campolina Diniz, para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação no lugar do professor Marco Antônio Raupp. Além dele, deixam a administração federal os ministros do Desenvolvimento Agrário, deputado Pepe Vargas; das Cidades, deputado Aguinaldo Ribeiro; da Pesca e Aquicultura, senador Marcelo Crivella e do Turismo, deputado Gastão Vieira. Segundo a nota, os ministros substituídos deixam seus cargos “depois de prestarem importante colaboração ao governo e ao país”. A cerimônia de posse será às 10h, na próxima segunda-feira.

Previsão de mais chuvas para esta sexta-feira no Estado


Depois de uma manhã com ruas alagadas e engarrafamentos, os moradores da Região Metropolitana do Recife (RMR) podem ver a cena se repetir nesta sexta-feira. Boletim meteorológico emitido pela Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), no início da noite desta quinta, prevê mais chuvas no Estado, que devem atingir principalmente o litoral e o Agreste pernambucano.São previstas pancadas de chuvas significativas, provocando valores acumulados acima de 30 milímetros. Na RMR e Zona da Mata, a previsão é de tempo nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva em toda a região ao longo do dia com intensidade moderada. As precipitações devem chegar ao Agreste e ao Sertão pernambucano.

Funcionários dos Correios decidem encerrar greve no Rio Grande do Sul


Em assembleia realizada nesta quinta-feira, o Sindicato dos Funcionários de Correios e Telégrafos do Rio Grande do Sul (Sitect/RS) decidiu encerrar a greve iniciada no final do mês de janeiro. Na última quarta-feira, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) considerou abusiva a paralisação da categoria e determinou que os trabalhadores voltem ao trabalho.No entanto, o sindicato gaúcho anunciou que será mantido o estado de greve pelo menos até o dia 8 de abril, data em que será realizada audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Brasília para discutir ação movida pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) contra os Correios.Os funcionários dos Correios voltarão ao trabalho já nesta sexta-feira, conforme determinado pelo TST. 

PAC terá R$ 3,8 bi para transportes em sete capitais


O governo anunciou nesta quinta-feira que aplicará R$ 3,8 bilhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana em sete cidades brasileiras. Os investimentos vão financiar projetos em Brasília, Goiânia (GO), Palmas (TO), João Pessoa (PB), Campo Grande (MS), São Luís (MA) e Natal (RN).O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, disse que o dinheiro será transferido sem necessidade de complementação dos estados e municípios beneficiados. "Esses R$ 3,8 bilhões contam com 100% do OGU [Orçamento Geral da União] e de financiamentos, sem a necessidade de que o estado ou a prefeitura entre com contrapartida e comprometa ainda mais os caixas", explicou.

Luz mais cara ano que vem


O aumento das contas de luz para cobrir as despesas com o uso das usinas térmicas neste Verão sem chuvas vai pesar no bolso do consumidor só em 2015, após o governo avaliar as tarifas do setor. Mesmo assim, o reajuste virá menor porque Tesouro Nacional vai destinar mais R$ 4 bilhões para diminuir o rombo das distribuidoras de energia elétrica, que têm problemas financeiros pelos custos adicionais provocados pela seca. O anúncio foi feito ontem pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, e pelo secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann.Os R$ 4 bilhões irão para um fundo chamado Conta de Desenvolvimento Energético que será usado para evitar o aumento tarifário e que já tinha em seu orçamento outros R$ 9 bilhões. 

Veja quem terá atrasados de até R$ 43.440 em abril


Quem possui ação na Justiça contra o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e tem até R$ 43.440 para receber poderá pegar a bolada no próximo dia 10 de abril.Para saber se está incluído no próximo lote de pagamentos, o segurado precisa ficar atento ao andamento do processo dele.A grana, que costuma ser paga todo mês a partir do dia 10, é devida aos segurados que tiveram o valor liberado pelo juiz dois meses antes da data do pagamento.Assim, o segurado que teve o pagamento autorizado em fevereiro receberá em abril.Esse tipo de dívida do INSS com o cidadão é chamada de RPV (Requisição de Pequeno Valor) e é limitada a 60 salários mínimos.No caso dos processos contra o INSS, a grana é referente aos atrasados, ou seja, às diferenças entre o valor que o segurado tinha direito e aquilo que o órgão realmente pagou.

Subcomandante da UPP Vila Cruzeiro é assassinado


O subcomandante da UPP Vila Cruzeiro Leidson Acácio Alves Silva, 27 anos, morreu depois de ser baleado na testa durante patrulhamento na Rua 10, no Parque Proletário. Segundo informações de PMs da guarnição do policial, cerca de 20 bandidos realizaram o ataque por volta das 22h30m. Pouco depois, a base da UPP Parque Proletário foi alvo de disparos.Acácio havia chegado à unidade há três meses. Ele foi encaminhado para o Hospital estadual Getúlio Vargas, onde ainda chegou com vida, mas não resistiu ao ferimento.O policial, aspirante a oficial, era casado e tinha se formado na Polícia Militar no dia 1º de dezembro de 2013.Em entrevista coletiva na manhã de ontem, o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, afirmou que o programa das UPPs não está ameaçado e garantiu que os problemas se restringem a apenas duas comunidades nas quais há ataques a PMs. 
0