Cabo Frio vai vacinar meninas de 11 a 13 anos contra o HPV.. Campanha começa nesta segunda-feira

Meninas com idade entre 11 e 13 anos, moradoras de Cabo Frio  começam a recebera  vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) na próxima segunda-feira (10/3). A vacina passa a integrar o calendário de vacinação do Ministério da Saúde. 
Durante essa primeira etapa da campanha, a vacinação será feita nas escolas, que já receberam a visita da equipe da coordenação de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde para explicar aos pais, responsáveis, professores e diretores, a importância da vacinação e como a campanha será realizada.



Para tirar as dúvidas da população foram confeccionados manuais, cartilhas e folders, com informações sobre a doença e sobre a vacinação. De acordo com a coordenadoria de Imunização da Secretaria de Saúde de Cabo Frio, a meta é a redução da incidência do câncer de colo de útero no país. Nesta primeira etapa devem ser vacinadas cerca de 5.300 meninas somente em Cabo Frio. Em 2015, a vacina passa a ser oferecida para meninas de 9 a 11 anos.

A vacina é aplicada em três doses, sendo a segunda seis meses após a primeira dose e a terceira cinco anos depois. A vacina protege contra quatro vírus HPV 6, 11, 16 e 18.

- É importante lembrar que a vacina não protege contra outras doenças sexualmente transmissíveis, e por isso, a importância do uso do preservativo continua – frisou a coordenadora de Imunização, Patrícia Freitas.

Não há contra indicação para receber a vacina. Porém, a única recomendação é de que a jovem não esteja grávida. Para receber a imunização, que será realizada até o dia 10 de abril nas escolas, é necessário que a adolescente leve um documento de identificação e tenha a autorização de um dos responsáveis.

Câncer
Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, o câncer de colo do útero é a segunda principal causa de morte por câncer entre as mulheres. Os subtipos HPV 16 e 18 são os responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer do colo do útero em todo mundo. 

A vacina contra HPV é segura e os efeitos colaterais após a vacinação são leves, como dor e vermelhidão no local da injeção e febre baixa.

Texto: Glória Passos | Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Saúde
0