Estrangeiros da Copa já conhecem o Brasil

Países que registraram a maior compra de ingressos para o mundial são historicamente os principais emissores de turistas para o país
Argentinos, norte-americanos e alemães não são apenas os principais emissores de turistas para o Brasil, de acordo com pesquisa do Ministério do Turismo. Eles são também os que mais compraram ingressos para o mundial até o momento, de acordo com a FIFA. Entre os ingressos vendidos a estrangeiros (43% do total), os Estados Unidos compraram 125.465; a Alemanha, 55.666; e a Argentina, 53.809.


A alta taxa de retorno dos estrangeiros se explica pela satisfação com os serviços turísticos do país. É o que revela uma pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo durante a Copa das Confederações: dos 25 mil turistas estrangeiros que estiveram no país em função da competição, pelo menos 75,8% dos entrevistados disseram que pretendiam voltar para a Copa do Mundo. A mesma pesquisa apontou que as expectativas dos visitantes foram superadas ou atendidas (70%). A hospitalidade do povo, as belezas naturais e praias, os estádios, e outros itens como gastronomia, diversão noturna, além de passeios e atrativos turísticos foram citados espontaneamente como aspectos positivos do país.
Entre os turistas regulares, os procedentes dos Estados Unidos visitam especialmente São Paulo, atraídos por negócios e eventos. Já os turistas alemães vem ao país a lazer e preferem o Rio de Janeiro. Os visitantes da Argentina elegeram o estado de Santa Catarina para passar as férias. Em geral, os estrangeiros preferem se hospedar em hotel, flat ou pousada.

O Ministério do Turismo investiu R$ 180,3 milhões em obras de sinalização, acessibilidade e centros de atendimentos aos turistas, a partir da Matriz de Responsabilidade de Copa. Além disso, vem incentivando as hospedagens alternativas para a Copa. De acordo com um levantamento do IBGE e dados do MTur, o país já tem 59.713 leitos nas cidades-sede.
Ainda segundo a Fifa, um novo lote de cerca de 160 mil ingressos estará disponível para o público a partir de quarta-feira, 12 de março. O Brasil, anfitrião do torneio, é o país com o maior número de ingressos comprados até o momento (57%), cerca de 906.433. 
0