Programa "New Day", da CNN, causa polêmica ao tuitar falsa morte de Pelé

Vanessa Gonçalves e Alana Rodrigues*
O noticiário "New Day", do canal a cabo americano CNN, informou na manhã de sexta-feira (28/3), que o ex-jogador de futebol brasileiro Edson Arantes do Nascimento, mais conhecido como Pelé, havia morrido. 

Crédito:Reprodução
Programa da CNN publicou falsa morte de Pelé
"EXTRA: Ex-jogador de futebol brasileiro morre aos 74 anos", escreveu o programa em sua conta noTwitter. A notícia foi rapidamente foi repercutida pelos usuários, mas a matéria que seguia na mensagem logo foi deletada pelo canal.


Segundo a secretária de José Fornos Rodrigues, assessor pessoal de Pelé, o ex-jogador está saindo de Londres rumo a Nova York, num voo que partiu às 11h30 (horário de Brasília).

A notícia causou aflição à família do Rei do futebol. Edinho, filho do ex-jogador, recebeu mensagem de uma amiga que mora no exterior sobre o possível ocorrido. Desesperado, entrou em contato com o escritório da Pelé Company para averiguar a informação. Entretanto, minutos depois, a CNN se desculpou dizendo que publicara uma notícia errada.

Momentos depois, o "New Day" corrigiu a mensagem e disse que um representante do ex-atleta contatou o canal e negou as informações. Em outro tuíte, o noticiário se desculpou pelo erro. "Lamentamos o erro e agradecemos aos nossos seguidores pelo retorno", acrescentou.

Crédito:Reprodução
Emissora reconheceu o erro e apagou a notícia
Mais tarde, Pelé informou por meio de seu Twitter que está no voo e encontrou com o jogador Cristiano Ronaldo. "Voando com @emirados está sempre cheia de boas surpresas. Esbarrei com @Cristiano e fãs no meu vôo", escreveu ele. Ambos gravaram um comercial para a companhia aérea.
Repercussão

O jornalista americano Anthony De Rosa, editor-chefe do portal Circa, também utilizou o Twitter para publicar a falsa notícia. "Processo de informação CNN: Pelé é declarado morto, verifique com o representante depois", escreveu. 
http://www.portalimprensa.com.br/
0