Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







quarta-feira, 2 de abril de 2014

Bom dia! Veja as manchetes dos jornais desta quarta-feira, 2 de abril. Cabo Frio, no RJ, sedia reunião do Fórum de Ouvidorias do SUS. Encontro tem objetivo de alinhar trabalho dos ouvidores do SUS.

Reunião será na quarta-feira (2), as 14h no auditório da prefeitura.
Do G1 Região dos Lagos''As respostas previstas dentro do sistema de ouvidoria no país têm um prazo médio de 15 dias para casos de urgência. É bom lembrar que todas as solicitações são encaminhadas por documento oficial e fazem parte do Sistema Único de Saúde (SUS) em Brasília'', ressalta a ouvidora.
Os números apontam que 95% das reclamações e solicitações são atendidas com respostas positivas. O sistema de ouvidoria em Cabo Frio já recebeu mais de duas mil pessoas em um ano.
A Ouvidoria em Saúde é um instrumento de gestão pública e do controle social para a defesa do direito à saúde e do aperfeiçoamento da qualidade e da eficácia das ações e serviços prestados pelo SUS. Através do fortalecimento da gestão participativa, com a escuta ao cidadão e aos profissionais vinculados ao SUS, a Ouvidoria poderá identificar os principais problemas e captar as reais necessidades da sociedade.
Técnicos das ouvidorias dos municípios da Região dos Lagos participam da 5º Reunião do Fórum de Ouvidorias em Cabo Frio nesta quarta-feira (2). O encontro tem como objetivo alinhar o trabalho dos ouvidores do SUS em cada cidade.
A reunião, com início marcado para as 14h, no Auditório da Prefeitura de Cabo Frio, faz parte do planejamento do setor de ouvidorias do SUS no estado. Participam representantes de nove municípios: Cabo Frio, Armação dos BúziosSão Pedro da AldeiaArraial do CaboAraruamaIguaba GrandeSaquaremaCasimiro de Abreu e Rio das Ostras.
De acordo com Ana Paula Viggiani, ouvidora do SUS em Cabo Frio, o serviço atende aproximadamente 10 pessoas por dia com solicitações por telefone e atendimento presencial. A ouvidoria em Cabo Frio funciona na unidade do PAM em São Cristóvão, na Sala 5, 2º andar.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Jornais nacionais
 
Folha de S.Paulo
Militares criam comissões para investigar tortura
 
Agora S.Paulo
Ministério Público defende correção maior para o Fundo de Garantia
 
O Estado de S.Paulo
Governo e oposição travam guerra por CPI´s
 
O Globo
Forças Armadas investigarão tortura em mortes em quartéis
 
Correio Braziliense
R$ 20 mil para trabalhar um dia por semana. Quer?
 
Estado de Minas
Números assustadores: Entre 44 países, o Brasil é o 38º em ranking de educação
 
Zero Hora

Aprendizado com decoreba deixa Brasil mal em ranking
 
*
Jornais internacionais
 
The New York Times (EUA)
Abbas dá passo desafiador, e conversas hesitam no Oriente Médio
 
The Guardian (Reino Unido)
Conservadores planejam novo ataque em parques eólicos
 
El País (Espanha)
UE exige reformas da França para estabilizar sua economia
Fonte: Folha Online
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: R$ 20 mil para trabalhar um dia por semana. Quer?
São 24 vagas. O cargo não exige curso superior. E, além do salário alto, garante muitas mordomias. Então, se quiser se candidatar, é bom começar a estudar... a possibilidade de se eleger deputado distrital. É isso mesmo: os beneficiários de tamanha regalia são os parlamentares que você elegeu na eleição passada e que custam a bagatela de R$ 62 milhões por ano aos cofres públicos. Ontem, cansados de ainda não terem feito quase nada em 2014, eles decidiram que, em vez de três vezes por semana, a partir de agora vão se reunir para votações apenas às terças-feiras. O restante do tempo, claro, a maioria dedicará à campanha para não perder o privilégio. Dos 24, só três não disputarão a eleição em outubro. E aí, também vai encarar as umas? (Págs. 1 e 27)

A educação sem lógica do Brasil
Adolescentes brasileiros ficaram nas últimas posições na pesquisa mundial que avalia a habilidade em problemas matemáticos. Só 1,8% dos pesquisados conseguiu solucionar questões mais complexas. (Págs. 1 e 7 e visão do correio, 14)

Governo ainda tenta derrubar CPI da Petrobras (Págs. 1 e 5)

Que se abram os porões
O Ministério da Defesa anunciou que vai investigar sete instalações do Exército, da Marinha e da Aeronáutica onde, segundo a Comissão da Verdade, houve violações aos direitos humanos durante a ditadura. Na Câmara dos Deputados, sessão solene sobre os 50 anos do golpe militar acabou em confusão e bate-boca. Parlamentares e ativistas políticos viraram as costas e ergueram fotos de torturados e desaparecidos quando Jair Bolsonaro (PP-RJ) se preparava para homenagear o regime de exceção.

Campanha

ONG pede revisão da Lei da Anistia

Protesto

Alunos repudiam apologia ao golpe

São Paulo

Casa de torturador é alvo de escracho. (Págs. 1 e 2 a 4)


Barbosa exige fim de regalias na prisão
Presidente do STF pede a volta do juiz Bruno Ribeira à Vara de Execuções Penais, determina que o GDF acabe com tratado mensalão e cobra resposta do governador sobre providências para sanar irregularidades no sistema prisional. (Págs. 1 e 6)


Direitos de domésticas ficam no papel
Aprovada há um ano, a ampliação das leis trabalhistas para a categoria ainda não foi regulamentada. Com a proximidade das eleições, o tema deve voltar à pauta do Congresso. (Págs. 1 e 12) 
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Polícia e MP decidem montar cadastro de reincidentes – 500 criminosos
O banco de dados com os prontuários será acessível às polícias Militar e Civil, ao Ministério Público e ao Judiciário. O objetivo é evitar que bandidos presos em flagrante ou em operações, já indiciados por outros crimes, sejam soltos enquanto aguardam o andamento do inquérito ou do processo judicial e pratiquem mais delitos. O principal foco é combater os roubos, que cresceram 36,8% em Minas em fevereiro, na comparação com o mesmo mês de 2013, e já representam 87% dos crimes violentos no estado. (Págs. 1 e 17)
7 possíveis locais de tortura
O quartel do 12º BI, antigo 12º RI, no Barro Preto, em BH, está entre os alvos de sindicância aberta pelas Forças Armadas para investigar uso de instalações militares para tortura e assassinato de presos políticos durante a ditadura. (Págs. 1, 3 e 4)

Escracho na porta de coronel da ditadura em BH (Pág. 1)

1 anos depois: Lei das domésticas continua sem regulamentação (Págs. 1 e 12)

Números assustadores: Entre 44 países, o Brasil é o 38º em ranking de educação
Programa Internacional de Avaliação de Alunos testou o raciocínio lógico de 85 mil adolescentes de várias nacionalidades. O Brasil só superou Malásia, Emirados Árabes, Montenegro, Uruguai, Bulgária e Colômbia. (Págs. 1, 7 e o Editorial ‘Mais um vexame na educação’, 8)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Forças Armadas vão apurar casos de tortura
Violações aos direitos humanos no Recife, Rio, em São Paulo e Belo Horizonte são alvo de sindicâncias a pedido da Comissão da Verdade. Na capital pernambucana, crimes teriam ocorrido em prédio que abriga o Hospital Militar. (Págs. 1, 6 e 7)

Fotolegenda: Brasília

Na Câmara, os parlamentares deram as costas para Bolsonaro durante discurso em defesa da ditadura.

Fotolegenda: Recife

Manifestante encapuzado foi detido por militares ontem, sob acusação de jogar tinta no muro do Hospital Militar.

UFPE perto de aderir ao Sisu
Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão se reúne amanhã para decidir sobre a mudança do processo seletivo. Tendência é que o tradicional vestibular seja substituído pelo Sistema de Seleção Unificada, por intermédio da nota do Enem. (Págs. 1 e Cidades 4)
Congresso pode criar CPI hoje
Requerimento para investigação da Petrobras foi lido. Mas governistas travaram processo. (Págs. 1 e 5)
Março mais violento no Estado
Foram 310 homicídios. Índice não passava dos 300/mês desde 2012. Governador considera situação atípica. (Págs. 1 e Cidades 1)
Política: Beijinho no ombro presidencial
Perfil de Dilma no Facebook posta animação em agradecimento aos 350 mil curtidores. (Págs. 1 e Capa dois)
Polo Fiat cria 1.350 novas vagas
Empregos são em fábricas de fornecedores da montadora. Até dezembro, previsão é de mais de 2 mil postos. (Págs. 1 e Cidades/Economia 1)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Aprendizado com decoreba deixa Brasil mal em ranking
Ensino mais focado na abordagem de conteúdos do que na construção de conhecimento coloca alunos de 15 anos do país no 38° lugar em grupo de 44 nações avaliadas em teste internacional. (Págs. 1 e 4 e 5)

Meio século em conflito
Sessão para marcar aniversário do golpe militar de 1964 teve protestos e tumulto, expondo feridas abertas há 50 anos. (Págs. 1 e 11)

Desvio de verba: MP denuncia 15 no caso da Procempa
Ex-gestores, servidores e fornecedores são acusados de peculato e formação de quadrilha. (Págs. 1 e 6 e 8)

Na Copa: Olímpico se habilita para o Mundial
CT do Humaitá foi cortado por atraso, e antigo estádio poderá receber seleções. (Págs. 1 e 40, 41 e 45)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Serviços levam IPCA para longe da meta
Estudo do Ipea mostra que, sozinho, o setor empurra a inflação em 1,4 ponto percentual para além da meta de 4,5% em 12 meses. Sem esta pressão, a alta dos alimentos não seria suficiente para tirar o IPCA do índice estabelecido pelo governo. A inflação dos serviços é resistente ao aumento dos juros, o que reabre o antigo debate sobre o efeito do reajuste do salário mínimo, indexado ao PIB e ao INPC. A discussão sobre a mudança na política de correção deve acontecer até o fim do ano que vem, mas centrais sindicais querem antecipar o debate, envolvendo os candidatos às eleições deste ano. (Págs. 1, 4 e 5)
Palavra de mestre... da fraude
Ele agora é consultor, mas Frank Abgnale já foi um dos homens mais procurados pelo FBI pelas fraudes financeiras, que depois de contadas em livro, viraram o filme ‘Prenda-me, se for capaz’. Abgnale avisa: evitem o cartão de débito. Embora tenha dado golpes com cartões de crédito, ele garante que o meio é mais seguro para os clientes. (Págs. 1, 20 e 21)
Guerra das CPIs começa no Senado
O governo cumpriu a ameaça e, em resposta ao pedido de criação da CPI da Petrobras pela oposição, requereu a abertura de uma comissão para investigar escândalos envolvendo os governos do PSDB em São Paulo e do PSB em Pernambuco. (Págs. 1 e 3)
Combustível: GLP se recria para ganhar mercado
As distribuidoras de gás liquefeito de petróleo estão investindo cada vez mais em tecnologia para reduzir custo e enfrentar a concorrência, tanto na entrega de botijão, quanto na venda a granel. (Págs. 1 e 14)
BNDES: Fundo será alternativa de financiamento
O banco usará o fundo que desenha para encarteirar debêntures de infraestrutura para apoiar empresas a acessar o mercado de capitais, diminuindo a dependência de recursos públicos. (Págs. 1 e 23)
Tecnologia: A americana Red Hat se consolidou como a única empresa de software livre a superar a marca de US$ 1 bilhão em receitas, com atuação em bancos, estatais e grandes empresas (Págs. 1 e 18)

------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Militares criam comissões para investigar tortura
Pela 1ª vez desde a redemocratização, Forças Armadas prometem examinar centros de interrogatórios da ditadura

As Forças Armadas anunciaram que vão investigar prática de tortura e mortes em instalações militares usarias para prender e interrogar presos políticos na ditadura.

A decisão foi tomada após pedido da Comissão Nacional da Verdade ao Ministério da Defesa. É a primeira vez, desde a redemocratização, que as Forças Armadas vão examinar os crimes do período militar (1964-1985).

Sindicâncias que conduzirão as investigações foram abertas no Exército, na Marinha e na Aeronáutica. O ministro da Defesa, Celso Amorim, disse esperar conclusões em cerca de 30 dias.

Serão alvos unidades militares no Rio, em São Paulo, no Recife e em Belo Horizonte em que há registro de torturas e mortes — o Estado já indenizou ex-presos políticos torturados nesses locais.

Ainda na ditadura, inquéritos pontuais das Forças Armadas sobre crimes do período não tiveram resultado.

Ontem, sessão na Câmara para lembrar os 50 anos do golpe de 1964 foi interrompida. Duas mulheres se agrediram após Jair Bolsonaro (PP-RJ) estender faixa em defesa da ditadura. Depois, o deputado foi impedido de falar na tribuna — manifestantes viraram as costas a ele. (Págs. 1 e Poder A9)

Jango via 'envenenamento' contra seu governo em 1964
Entrevista inédita de João Goulart, concedida três anos e sete meses após a sua deposição, mostra que o ex-presidente via sua queda no golpe de 1964 como resultado de campanha de “envenenamento” da opinião pública contra o seu governo.

Para Jango, criou-se uma confusão entre justiça social (que disse ter buscado) e comunismo (de que não compartilhava). Segundo ele, após a morte de Kennedy, os EUA começaram a derrubar governos constitucionais na América Latina. (Págs. 1 e Poder A10)

Marcelo Coelho: Para defensores do golpe, torturar era forma de 'lutar pela democracia'; (Págs. 1 e Ilustrada E10)

Alunos da USP param aula após professor defender ‘revolução’ (Págs. 1 e Poder A8)

Vice da Câmara diz agora que achou que voo fosse carona
O vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR), que viajou em avião emprestado por doleiro, disse que só aceitou porque achava ser uma “carona”.

Vargas afirmou que, quando soube que era frete exclusivo, pediu à secretária para pagar o combustível. Segundo sua assessoria, o doleiro recusou o reembolso, e o deputado só soube disso ontem. O custo estimado do voo é de R$ 110 mil. (Págs. 1 e Poder A4)

Déficit comercial vai a US$ 6,1 bi no trimestre, o pior da história (Págs.1 e Mercado B1)

Opositora é barrada no Parlamento da Venezuela
A polícia da Venezuela proibiu a deputada da oposição Mana Corina Machado de entrar na serie do Parlamento do país, em Caracas.

Anteontem à noite, a Justiça confirmou a cassação do mandato da deputada, decidida na semana passada pelo presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello.

Corina estará em Brasília hoje. Falará no Senado sobre a perseguição à oposição venezuelana e se reunirá com deputados. (Págs. 1 e Mundo A11)

Terremoto no Chile mata 5 e provoca alerta de tsunami
Um terremoto no mar, de magnitude 8,2, atingiu a costa norte do Chile ontem à noite e provocou alertas de tsunami em todo o litoral do país. Pelo menos duas pessoas morreram, segundo o jornal “El Mercúrio” — uma delas de infarto. Municípios costeiros começaram a ser esvaziados. (Págs. 1 e Mundo A16)


Dois secretários de Alckmin são alvos da Procuradoria
A Procuradoria-Geral da República pediu ao STF aval para abrir investigação sobre possível participação, nas fraudes do cartel de trens em São Paulo, de dois secretários do governo Alckmin (PSDB): José Anibal (Energia) e Rodrigo Garcia (Desenvolvimento). Os políticos dizem não haver provas contra eles. (Págs. 1 e Poder A6)
Justiça do RS obriga gravida a realizar parto por cesariana
A Justiça obrigou uma grávida de 42 semanas em Torres (RS) a fazer uma cesariana, contra a sua vontade, por considerar que mãe e bebê corriam risco de morte. A mulher foi levada por policiais a um hospital, onde deu à luz. Seu marido disse que a cirurgia foi uma “solução forçada”. O hospital nega ter induzido o parto. (Págs. 1 e Cotidiano C1)


Editoriais
Leia “Eleições às claras”, acerca de resolução do TSE que dificulta doações ocultas, e “Dúvidas hídricas”, sobre crise no abastecimento de água em SP. (Págs. 1 e Opinião A2)
---------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços
Postar um comentário