Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







domingo, 27 de abril de 2014

Cirurgias estéticas em cães e gatos estão proibidas no Rio

Única exceção se refere aos casos em que o procedimento for necessário para salvar a vida do animal
MARIA LUISA BARROS\ O DIA
As cirurgias estéticas em cães e gatos, como as que modificam as orelhas e diminuem o tamanho das caudas, estão proibidas no Estado do Rio. A lei foi sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão. De autoria da deputada Graça Pereira (PRTB), a nova legislação também não permite que consultórios, clínicas e hospitais veterinários façam a a retirada das unhas dos gatos.
A única exceção se refere aos casos em que o procedimento for necessário para salvar a vida do animal. A recomendação, nesse caso, tem que ser feita pelo veterinário.
A cirurgia plástica em animais já havia sido condenada pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária, desde 2008, mas muitos donos de animais continuam querendo as mesmas modificações, como as orelhas operadas dos dobermans.
Alguns veterinários alegam que a operação não oferece risco ao animal e tem cicatrização muito rápida. Outros, no entanto, argumentam que o procedimento gera um sofrimento para o animal ao expor o conduto auditivo e retirar a proteção do ouvido do cão, que originalmente tem orelhas caídas.
Postar um comentário