Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







terça-feira, 15 de abril de 2014

Começa nesta terça a qualificação turística para taxistas de Cabo Frio


Exibindo 14.04 - curso taxiistas.jpg

Inscrições ainda podem ser feitas até o início do curso

A Prefeitura de Cabo Frio, através da secretaria municipal de Turismo em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF), campus Cabo Frio e a secretaria municipal de Transportes (SECTRANS) dá início às 8 horas desta terça-feira (15/4) a um curso de qualificação profissional com extensão voltada para o contexto do turismo, especialmente para motoristas de taxi: “O Taxista e a Atividade Turística”.

As inscrições ainda podem ser feitas na SECTUR, que fica no Terminal de Transatlânticos, no final da Avenida Assunção, no bairro Passagem e momentos antes do início do curso, na secretaria de Transportes, onde será realizado o curso. Os interessados devem estar munidos de xerox da carteira de identidade, CPF, comprovante de residência, 1 foto 3x4 e registro de taxista. Cada inscrito receberá um resumo do projeto com o conteúdo programático.

A capacitação acontece até 1º de julho de 2014, com carga horária de 48 horas e tratará de assuntos que vão desde a qualidade dos serviços turísticos, passando pela história regional, segurança no trabalho e cultura e patrimônio, eixos temáticos que promoverão um aprimoramento global desses profissionais, que estarão ao final do curso, aptos para trabalhar com os turistas que visitam Cabo Frio.



O superintendente da SECTUR, Aldenir Soares, destaca que dentre os mais importantes segmentos de transporte de pessoas estão os serviços de táxi, que com o transporte rodoviário coletivo urbano, realizam o deslocamento de milhares de pessoas com as mais variadas finalidades.

- Assim, além de desempenhar um papel indispensável ao dinamismo das cidades e na mobilidade das pessoas, os serviços de táxi também apoiam a atividade turística, transportando para o turismo de lazer, religioso, de negócios ou ecológico. O taxista é uma espécie de cartão de visitas vivo, já que transmite informações essenciais e úteis ao visitante, oferece as melhores dicas da cidade para quem nos visita. A rotina diária de circular pela cidade faz com que o taxista seja gabaritado para indicar o melhor acesso para o destino do turista, onde hospedar, visitar, comer ou fazer compras – explica Aldenir.

A turismóloga da SECTUR, Vanina Navega, defende que “o taxista é, muitas vezes, o primeiro contato que o visitante tem com o destino”. 

- O atendimento desse profissional é indispensável para a boa impressão que o turista terá da cidade, e alguns predicados são fundamentais: além de ser gentil, é necessário também que ele tenha conhecimento sobre sua cidade – disse a turismóloga.

Texto: Telma Flora | Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Turismo
Postar um comentário