Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sábado, 10 de maio de 2014

Boechat é condenado por caluniar senador, que quer direito de resposta

Por meio da decisão da juíza Aparecida Angélica Correa, da 1ª Vara Criminal do Fórum Regional de Pinheiros, em São Paulo, o âncora do 'Jornal da Band', Ricardo Boechat, foi condenado a seis meses e 16 dias de prisão por calúnia contra o senador Roberto Requião (PMDB-PR). O assunto foi pauta para o parlamentar nessa quinta-feira, 8, que discursou na tribuna do Senado.
-----boechatbandBoechat foi condenado por calúnia (Imagem: Comunique-se)Em 2011, Requião tomou o gravador do jornalista da Rádio Bandeirantes, Victor Boyadjian. Na época, o político não gostou de ser questionado sobre "a aposentadoria que recebe como ex-governador do Estado do Paraná". Ele só devolveu o equipamento do profissional após deletar a entrevista. O caso foi comentado por Boechat na Bandnews FM, que acusou o senador de corrupção e nepotismo. Na TV, o apresentador, junto de Joelmir Beting, falou que a situação se tratava de um "ataque a liberdade de imprensa".


Nesta semana, ao ver a decisão, Requião aproveitou a oportunidade para falar sobre o caso no plenário do Senado. “A juíza que prolatou a sentença tomou o cuidado de converter essa cana, essa prisão, merecida pelo Ricardo Boechat, em trabalho social. E eu quero louvar a juíza também por essa medida, por que, se conduzissem o Ricardo Boechat a uma penitenciária brasileira, seguramente ele sairia de lá pior do que entrou, por que lá existirão pessoas com comportamento pior do que o dele", disse. O político também defendeu o direito de resposta na legislação brasileira e afirmou que trocaria os meses de trabalho comunitário a que foi convertida a condenação do jornalista pelo benefício. 
Em contato com a Band, a emissora afirmou que vai recorrer da decisão. O Comunique-se tentou falar com Boechat, mas não teve sucesso.
Assista ao vídeo em que Requião fala sobre o caso:
Postar um comentário