Centro de Referência em Saúde do Trabalhador promove Conferência em Cabo Frio


Exibindo -.jpg

 O Centro Regional em Saúde do Trabalhador da Baixada Litorânea - CEREST-, em parceria com a Metropolitana II e com os Conselhos de Saúde, promove no dia 9 de maio, a partir das 8h, na Casa de Festa MAV, nas Palmeiras, a I Conferência Macrorregional em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora da Baixada Litorânea I e Metropolitana II.



            - Será um evento de grande importância para a área da saúde do trabalhador, pois serão discutidas propostas para a implementação de serviços específicos na área do SUS, além de eleger os delegados para a Conferência Nacional, que contará com a participação de palestrantes do Ministério da Saúde, destacou a fisioterapeuta Fernanda Maria Gonçalves, coordenadora pelo CEREST Baixada Litorânea.

            Fernanda Gonçalves destacou ainda a participação de toda a equipe para a realização da conferência, de onde sairão propostas de fortalecimento a qualidade e prevenção a Saúde do Trabalhador para as conferências estadual e nacional.

            -Todos se empenharam muito para a realização do evento. Estamos esperando representante de diversas cidades. Será um dia de muitos trabalhos, explicou.

            O Secretário Municipal de Saúde de Cabo Frio, Dirlei Pereira, confirmou presença no evento, que considera de extrema importância para a categoria.

            - Quero participar porque sei que vamos falar de assuntos da área da saúde e os Centros de Referência em Saúde do Trabalhador promovem ações para melhoraras condições de trabalho e qualidade de vida do trabalhador por meio de prevenção e vigilância, disse o secretário.

            Cabe ao CEREST promover a integração da rede de serviços de saúde do SUS, assim como suas vigilâncias e gestão, na incorporação da Saúde do Trabalhador em sua atuação rotineira. Suas atribuições incluem apoiar investigações de maior complexidade, assessorar a realização de convênios de cooperação técnica, subsidiar a formulação de políticas públicas,  fortalecer a articulação entre a atenção básica, de média e alta complexidade para identificar e atender acidentes e agravos relacionados ao trabalho, em especial, mas não exclusivamente, aqueles contidos na Lista de Doenças Relacionadas ao Trabalho ou de notificação compulsória.

Texto: Alexandra Oliveira | Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Saúde
0