Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







segunda-feira, 5 de maio de 2014

Mulher é presa após confessar que queimou casa e matou marido. Caso aconteceu em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Colegas de trabalho disseram que vítima era fiscal da Receita Federal.

Heitor Moreira
Do G1 Região dos Lagos
Mulher está presa e vai responder por homicídio doloso qualificado (Foto: João Marcos Machado )Flávia Fonseca está presa e vai responder por
homicídio doloso qualificado ( João Machado/Arquivo )
Uma mulher foi presa acusada de matar o marido depois de colocar fogo na casa onde moravam, em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, na madrugada deste domingo (4). Segundo testemunhas, Flávia Fonseca Pinheiro, de 35 anos, e João Ricardo Hames, de 51 anos, moravam juntos há dois meses em uma casa do bairro Palmeiras.
De acordo com a polícia, a mulher confessou o crime. Testemunhas disseram que vítima era de Niterói e tinha dois filhos que moram na cidade. 
Flávia Fonseca teria visto mensagens de outra mulher, uma suposta amante, no celular do companheiro. Apontada pelos vizinhos como uma pessoa calma, Flávia teria ficado muito irritada e o casal teria discutido. João Hames tentou terminar o relacionamento por causa da descoberta, e então a companheira quebrou o carro deles e decidiu colocar fogo na casa.
O vizinho João Marcos Machado chegou no local do crime logo depois da polícia. ''Cheguei por volta das quatro da manhã e vi toda movimentação de sirene. Quando eu cheguei, vi uma mulher chorando e fui consolá-la, pensei que ela fosse vítima. Depois que o policial disse o que tinha acontecido, eu fiquei bem assustado. A casa acabou, queimou tudo e o corpo dele estava no chão'', disse o segurança.
Quarto estava revirado e com partes queimadas; cama não foi atingida por incêndio (Foto: João Machado/Aquivo)Quarto estava revirado e com partes queimadas; cama não foi atingida pelo fogo (Foto: João Machado/Arquivo)
Um outro vizinho que preferiu não se identificar disse que os dois trabalhavam juntos no Aeroporto Internacional de Cabo Frio.
Três homens que foram à casa incendiada disseram ser colegas de trabalho de João. Segundo eles, a vítima era fiscal da Receita Federal em Cabo Frio. Ainda de acordo com testemunhas, Flávia espalhou álcool por toda a casa e disse que iria destruir tudo que era do companheiro. O fogo se alastrou e João não teria conseguido sair a tempo, morrendo intoxicado.
A delegada adjunta da 126ª Delega Policial, Thatiana Ribeiro Vilela, disse que a Polícia Civil está investigando o caso e não pode passar muitas informações sobre o assunto. Uma coletiva está marcada para próxima terça-feira (6), onde a delegada titular Flávia Monteiro de Barros, que está em reunião no Rio de Janeiro, vai passar todas as informações do crime.
O corpo da vítima está no Instituto Médico Legal de Cabo Frio. Flávia Fonseca Pinheiro está presa e vai responder por homicídio doloso qualificado. A causa da morte de João Ricardo Hames foi intoxicação, segundo perícia.
Flávia Fonseca depredou o carro do marido após descobrir traição (Foto: João Machado/Aquivo)Flávia Fonseca depredou o carro do marido após descobrir traição (Foto: João Machado/Arquivo pessoal)
  •  
Polícia Civil investiga crime que assustou moradores do bairro Palmeiras (Foto: João Machado/Aquivo)Polícia Civil investiga crime que assustou moradores do bairro Palmeiras (Foto: João Machado/Arquivo)
Postar um comentário