Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sexta-feira, 16 de maio de 2014

Peixe raro no Brasil é encontrado no mar de Arraial do Cabo

Peixe-leão foi visto em mergulho e pesquisadores voltaram para procurá-lo.
Espécie tem glândulas venenosas e é natural do oceano Indo-Pacífico.
Do G1 Região dos Lagos
Peixe-leão foi encontrado no mar de Arraial do Cabo (Foto: Associação de Mergulho / Divulgação)Peixe-leão foi encontrado no mar de Arraial do
Cabo (Foto: Associação de Mergulho / Divulgação)
Foi capturado na terça-feira (13) no mar de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio, um peixe raro em águas brasileiras. O Peixe-leão foi coletado com vida, colocado em um aquário e encaminhado para a Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, onde irá passar por uma análise genética para que a origem dele possa ser identificada. A espécie tem glândulas venenosas e é natural do oceano Indo-Pacífico.
"Esse peixe foi visto durante um mergulho no último sábado (10) na Enseada da Lagoinha, na Prainha. Por ser uma espécie que nunca foi registrada antes em águas brasileiras, decidimos fazer uma expedição pelo local nesta terça para tentar localizá-la, e conseguimos", explicou o presidente da Associação das Empresas de Mergulho Recreativo, Turismo e Lazer Náutico de Arraial do Cabo, Paulo Henrique. 
Equipe fez expedição para encontrar o peixe que tinha sido visto durante mergulho (Foto: Associação de Mergulho / Divulgação)Equipe fez expedição para encontrar o peixe
(Foto: Associação de Mergulho / Divulgação)
A operação para encontrar o peixe contou, ainda, com o apoio de técnicos da UFF e do Insituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio). A previsão é que em alguns dias o relatório com as análises do peixe seja divulgado pelo Laboratório de Ecologia  e Conservação de Ambientes Recifais daUFF.
"Nos Estados Unidos e no Caribe a presença do Peixe-leão é considerada devastadora, porque chegou aparentemente de forma acidental e, naquela região, ele não tem predadores naturais, o que colaborou para uma reprodução muito rápida", completou Paulo Henrique.
Postar um comentário