Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







quinta-feira, 1 de maio de 2014

Polícia indicia suspeito de ameaçar jornalista que criou campanha contra o estupro

A Polícia Civil do Distrito Federal indiciou um suspeito de ameaçar pela internet a jornalista Nana Queiroz, responsável pela organização do movimento "Não Mereço Ser Estuprada". Um adolescente de 16 anos, também vai responder por ato infracional análogo a ameaça.
Crédito:Reprodução
Cerca de sete pessoas são investigadas por ameaçar a jornalista
De acordo com o G1, a corporação informou que outras sete pessoas estão sendo investigadas. A polícia conseguiu identificar os suspeitos após rastrear informações dos computadores usados para enviar ameaças. Os nomes dos investigados não foram divulgados.


A delegada-chefe-adjunta da Delegacia Especial de Atendimento (Deam), Patrícia Simone Bozolan, informou que o jovem indiciado, de 23 anos, alegou que a ameaça foi apenas uma "brincadeira". Ele foi liberado depois de assinar um documento se comprometendo a comparecer à Justiça.

Patrícia garantiu que a Polícia Civil tem condições de investigar e identificar os infratores, ainda que pela internet. "Havendo algum cuidado investigativo durante a postagem, ainda que a pessoa tire do ar posteriormente, é possível identificá-lo e puni-lo", explicou. 

O caso

A campanha da jornalista começou no mês passado como reação ao resultado de uma pesquisa do Instituto de Política Econômica Aplicada (Ipea), no qual apontou que 65% dos entrevistados disseram que mulheres com roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas. Cerca de uma semana depois, foi divulgado que os dados do levantamento estavam equivocados. O índice correto seria 26%.
Portal Imprensa
Postar um comentário