Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







segunda-feira, 12 de maio de 2014

Secretaria de Saúde prorroga a vacinação contra gripe por tempo indeterminado De acordo com o Ministério da Saúde, a meta mínima que se espera atingir com a prorrogação é que cerca de 80% do público alvo consiga se imunizar contra a gripe.


Exibindo P1180740.JPG

A Secretaria Municipal de Saúde de Cabo Frio prorrogou, por tempo indeterminado, a campanha nacional de vacinação contra gripe. Até quinta-feira (8/5), o município havia atingido 32% da meta inicial proposta pelo Ministério da Saúde. No Posto de Saúde Oswaldo Cruz, no bairro do Braga, referência no município pra todos os tipos de vacina, o movimento foi grande nesta sexta-feira (9/5).

O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira que vai prorrogar a Campanha de Vacinação contra a gripe. A campanha, que terminaria nesta sexta-feira, continuará por todo o país e cada Estado deverá determinar até quando as doses serão oferecidas à população. De acordo com o Ministério da Saúde, a meta mínima que se espera  atingir com a prorrogação é que cerca de 80% do público alvo consiga se imunizar contra a gripe.

– As pessoas acabam deixando para última hora e como somos referência no município, acabamos recebendo pacientes de toda a Região dos Lagos, por isso a fila é tão grande –– disse Patrícia Freitas, coordenadora de Imunização de Cabo Frio.

Outro problema enfrentado na fila, que aumenta o tempo de espera, é que por determinação do Ministério da Saúde, todas as crianças precisam ter um espelho do cartão de vacinação no posto de saúde. O espelho serve como segurança para os próprios pais e para as crianças, que se por algum motivo perderem o cartão de vacinação, podem pedir uma segunda via na unidade de saúde para saber quais as vacinas que os filhos já receberam.



– O sistema já vem sendo feito nas unidades do Programa de Estratégia de Saúde da Família, onde o movimento é menor, e onde só são atendidas as pessoas que moram naquela determinada localidade. Também fazemos no Hospital da Criança, que não tem grande demanda, mas aqui no Centro de Saúde Oswaldo Cruz, a situação é diferenciada porque como a unidade é referência no município, os moradores de Araruama, Búzios, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Saquarema, Arraial do Cabo, e até Rio das Ostras, nos procuram para vacinação – explica Patrícia.

Diretora do Centro de Saúde Oswaldo Cruz, a médica Gabriela Magalhães pede paciência aos pais que não querem aguardar na fila. Além de proteger a saúde da criança, o cartão espelho tem outras funções, inclusive para a obtenção de benefícios sociais.

– Para matricular o filho na escola é necessário o cartão de vacinação, para receber o auxílio do bolsa família também é preciso estar com o cartão em dia. Se ocorrer um incêndio, uma enchente, ou simplesmente se a família perder este cartão, a quem ela vai recorrer para saber quais vacinas o filho já recebeu? Por isso é importante que as pessoas se conscientizem que estamos tentando fazer nosso trabalho para protegê-los – destaca a médica.
 O cartão espelho também é uma exigência do projeto da Rede Cegonha, uma estratégia do Ministério da Saúde que visa implementar uma rede de cuidados para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério, bem como assegurar às crianças o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis. Esta estratégia tem a finalidade de estruturar e organizar a atenção à saúde materno-infantil no País e está sendo implantada, gradativamente, em todo o território nacional, mas Cabo Frio já faz parte do programa.

– Estamos fazendo treinamento e implantando o programa no município, se não cumprirmos todas as etapas e metas, podemos perder os recursos destinados para o programa. E o espelho do cartão de vacinação faz parte das exigências do programa – alerta Gabriela.

Texto: Alexandra de Oliveira | Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Saúde
Foto: Divulgação / SMS
Postar um comentário