Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







terça-feira, 10 de junho de 2014

Vigilantes do Rio encerram greve de quase dois meses. A partir de quarta-feira, todas as agências funcionarão normalmente: pagamentos em dinheiro serão aceitos

MARCO AURÉLIO REIS - o dia
Rio - Após assembleia realizada nesta terça-feira, os vigilantes do Rio decidiram encerrar a greve da categoria, que durava 48 dias. A partir desta quarta-feira, os serviços estarão normalizados em todas as agências. Com a paralisação, muitas unidades - principalmente na Zona Sul e Centro da cidade - não aceitavam pagamentos em dinheiro, apenas com cartão.
Com vigilantes em greve, correntistas não conseguiram acessar caixas de bancos e precisaram utilizar com frequência os aparelhos 24 horas
Foto:  Divulgação
De acordo com o sindicato da categoria, são 50 mil vigilantes no Rio, incluindo os da capital, e de mais nove municípios do estado, a maioria na Baixada Fluminense.




A categoria, que cruzou os braços desde o dia 24 de abril, aceitou o acordo com o sindicato patronal de 8% de reajuste salarial e aumento do vale-refeição. No entanto, os vigilantes reivindicavam 10% de reajuste e R$ 20 no tíquete - que foi para R$ 13 por dia.
Eles também pediam pagamento de 30% do adicional de risco de vida junto com o de periculosidade e plano de saúde pago pelas empresas e diária de R$ 180 para os funcionários que vão trabalhar nos grandes eventos, como a Copa do Mundo. 
A entidade diz ainda que pretende continuar buscando o retorno do pagamento do adicional de 30% do salário base por risco de vida.
Postar um comentário