Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







quinta-feira, 17 de julho de 2014

Defesa Civil avalia área para demolição de mansões em Búzios. Nas últimas 24 horas as casas cederam mais 40 centímetros. Desde domingo (13) o deslocamento passa de 1,5 metro.

Do G1 Região dos Lagos
Continuam cedendo nesta quinta-feira (17) as mansões que ameçam desabar em Armação dos Búzios, na Região dos Lagos do Rio. Segundo a Defesa Civil, nas últimas 24 horas o terreno no condomínio Vale das Emas cedeu mais 40 centímetros. Desde domingo (13) o deslocamento passa de 1,5 metro.
Na manhã desta quinta, técnicos da empresa contratada pelo proprietário do condomínio fizeram uma sondagem no solo para definir como vai ser a demolição, que está prevista para ocorrer durante a tarde. As máquinas já estão nas proximidades. Proprietários dos imóveis acompanharam a vistoria à distância.


O empresário Jorge Tenório, dono de uma das casas, mostrou à reportagem da Inter TV documentos afirmando que, desde 2005, quando foi construído um muro de divisão dos terrenos, a prefeitura foi avisada sobre desmatamento da encosta e falta de drenagem da água da chuva. Ele também mostrou uma reportagem de 18 de fevereiro de 2009, quando já havia sinais de risco de desabamento.
De acordo com o prefeito de Búzios, André Granado, uma investigação foi aberta para identificar se houve alguma irregularidade na liberação das licenças dadas para a construção do condomínio.

Dez estabelecimentos comerciais interditados
O Condomínio Vale das Emas fica em um morro de frente para a Praia da Armação. As residências, que segundo fontes do mercado imobiliário na cidade são avaliadas em cerca de R$ 3 milhões cada uma, foram interditadas depois que o terreno cedeu e rachaduras começaram a surgir no chão e nas paredes.
Para a demolição, uma equipe da Defesa Civil Estadual com a presença de geólogos chegou à cidade. O objetivo é avaliar as condições do terreno, que está fragilizado e precisará receber máquinas pesadas para a realização do serviço.
Além das três casas, dez estabelecimentos que podem ser atingidos em caso de desabamento também foram interditados. Entre eles está a pousada Baía Bonita, que precisou dispensar oito hóspedes na noite de terça-feira (15). Os hóspedes precisaram buscar estadia em outras pousadas da cidade.
buzios  (Foto: Zilma Cabral/Folha de Búzios)Nove estabelecimentos que podem ser atingidos foram
interditados (Foto: Zilma Cabral/Folha de Búzios)
De acordo com a Defesa Civil, se voltar a chover, a situação poderá ficar muito pior por causa do deslizamento da encosta.
“Em caso de chuvas vamos precisar interditar toda essa parte da orla da Armação. Pedimos a população que não fique passando pelo local. Aos moradores desta localidade pedimos que deem a volta no quarteirão e evitem trânsito por aqui.” disse Thiago Serra, supervisor da Defesa Civil em Búzios.
Buzios  (Foto: Zilma Cabral/Folha de Búzios)Dilatação no terreno onde ficam as casas, já ultrapassa um metro (Foto: Zilma Cabral/Folha de Búzios)
Postar um comentário