Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sexta-feira, 11 de julho de 2014

Médicos reavaliam necessidade de cirurgia em criança que engoliu prego. Objeto mudou de posição e chegou ao intestino grosso, segundo o hospital. Equipe médica afirmou que criança de 5 anos segue em estado estável.

Heitor Moreira
Do G1 Região dos Lagos
Prego está alojado no intestino fino da criança (Foto: Michael Pereira/ Arquivo pessoal)Prego mudou de posição e criança pode não precisar
de cirurgia (Foto: Michael Pereira/ Arquivo pessoal)
O menino que engoliu um prego com aproximadamente cinco centímetros talvez não precise passar por uma cirurgia para retirar o objeto do estômago, de acordo com informações passadas pela assessoria da Secretaria Estadual de Saúde na terça-feira (8).
Christopher Azevedo Pereira da Costa, de 5 anos, morador de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, foi transferido na segunda-feira (7) para o Hospital Alberto Torres, em São Gonçalo, a princípio para um procedimento cirúrgico.


O prego que o menino engoliu ficou três dias alojado no intestino delgado. Mas, nesta terça-feira, a equipe médica informou que o prego já se encontra no intestino grosso, o que aumenta a possibilidade do objeto ser expelido naturalmente. Ainda segundo a unidade de saúde, a criança passa bem.
Menino espera por transferência em São Pedro da Aldeia (Foto: Michael Pereira/ Arquivo pessoal)Christopher Azevedo engoliu prego no último sábado
(5) (Foto: Michael Pereira/ Arquivo pessoal)
Entenda o caso
O pai da criança, Michael Pereira da Costa, de 24 anos, explicou ao G1 que o prego fazia parte de um móvel que foi montado na garagem da casa da família, que fica no bairro Balneário, em São Pedo da Aldeia. O montador da loja de móveis, que foi até a residência entregar o produto, teria deixado pregos no chão. Por volta de 13h30 de sábado (5), os pais ouviram gritos de Christopher e imediatamente correram até a garagem para saber o que estava acontecendo.
''Foi um desespero danado. Meu filho não conseguia falar direito. A gente sabia que ele estava engasgado com alguma coisa. A gente começou a tremer. Pegamos ele e levamos para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade'', declarou o pai de Christopher.
Assim que o casal chegou com a criança na unidade de saúde, a equipe médica fez um raio x para saber a localização exata do prego. Ainda de acordo com Michael Pereira, os médicos optaram por esperar, para ver se o prego sairia de forma natural de dentro do menor. Mas não foi o que aconteceu. No último domingo (6), Christopher Azevedo chegou a ser transferido para o Pronto Socorro Municipal para passar por avaliação de um cirurgião. A criança foi tranferida para o município de São Gonçalo na tarde de segunda-feira (7)
Postar um comentário