Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







quinta-feira, 17 de julho de 2014

O Globo: Município de Cabo Frio inicia preparativos para a festa de aniversário de 400 anos. Prefeitura quer mostrar que cidade tem muitas atrações além das praias


Forte São Matheus: abriga canhões tombados e dá nome à praia mais conhecida de Cabo Frio - Letícia Pontual (03/12/2006)

Por Paulo Roberto Araújo - O Globo
RIO — Sétimo município mais antigo do país, Cabo Frio, na Região dos Lagos, festeja 400 anos de sua fundação em 13 de novembro de 2015, mas a cidade já está se movimentando para as comemorações. A Secretaria municipal de Turismo está empenhada em mostrar que além das praias de águas cristalinas, principal cartão-postal, Cabo Frio tem um rico patrimônio histórico e cultural, além de riqueza ambiental. Com este foco, concluiu na semana passada o curso de formação dos primeiros 15 taxistas para atuarem na atividade turística. Eles receberam noções básicas de idiomas e crachás que os credenciam como conhecedores dos circuitos histórico e ambiental.
PASSEIO COM O PREFEITO
Promovido pela Secretaria de Turismo, o curso foi ministrado por representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF) e por turismólogos do município.
— A maioria dos participantes nasceu aqui ou escolheu Cabo Frio para viver. Daí a importância de conhecerem os marcos históricos. O brilho nos olhos do anfitrião faz com que a cidade se torne ainda mais interessante para o turista — explicou a chefe do escritório do Iphan na Região dos Lagos, Gabriela Rangel.
O taxista Túlio Araújo de Oliveira, que faz ponto na Praça Porto Rocha, acredita que a formação turística valoriza a categoria:
— Conhecemos a cidade, mas em algumas situações não temos a informação que o visitante solicita. Em muitos casos, somos o primeiro contato do turista com a cidade.
O prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa, disse que a cidade quer mostrar aos visitantes suas riquezas históricas, além das praias. Ele participou, com os taxistas, de um percurso pelas atrações a bordo de um ônibus de dois andares, usado em passeios turísticos na cidade.
O grupo visitou pelo menos 13 atrações, entre elas as dunas Boa Vista e do Peró, o monumento e a casa de Carlos Scliar, o Convento Nossa Senhora dos Anjos e a Rua dos Biquínis.
— O taxista agora vai poder contar com mais informações sobre a nossa história e disseminá-las para os turistas e a população — disse o superintendente da Secretaria de Turismo, Aldenir Soares.
A cidade oferece ainda ao visitante alguns bens tombados pelo Iphan, como o Forte São Matheus, a Capela Nossa Senhora da Guia e a Fazenda Campos Novos. Estão em processo de tombamento a Fonte do Itajuru, a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Assunção (padroeira da cidade) e o bairro da Passagem.
Em 1615, o governador do Rio de Janeiro, Constantino Menelau, associou-se aos ingleses para traficar pau-brasil na região de Cabo Frio, onde combateu navios holandeses. Depois, voltou para expulsar os ingleses e construiu uma fortaleza-feitoria numa ilha antes utilizada por portugueses e franceses.
Então, o Rei Filipe III de Espanha ordenou que retornasse à região e estabelecesse um povoado. Em 13 de novembro de 1615, junto à barra de Araruama, Menelau fundou Santa Helena do Cabo Frio.
Postar um comentário