Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sábado, 5 de julho de 2014

Petição pede retirada de caçadora norte-americana do Facebook

Kendall Jones poderia ser uma jovem comum norte-americana. Com os cabelos loiros e a imagem de uma líder de torcida, a texana está longe de ser uma das patricinhas representadas por Hollywood. A garota de apenas 19 anos é uma caçadora ávida, que gosta de posar e divulgar fotos ao lado de animais selvagens que ela mesma mata.
As caçadas de Kendall são filmadas e fotografadas e constantemente publicadas em sua página no Facebook. As ações têm gerado revolta por parte de ambientalistas em todo o mundo e já existe até mesmo uma petição para que o perfil da garota seja retirado da rede social.

Foto: Reprodução
Assim como acontece com outros caçadores, Kendall gosta de posar ao lado de suas presas. Em sua viagem mais recente, a jovem visitou o Zimbábue e a África do Sul em busca de grandes animais selvagens. O resultado inclui a caça de espécies ameaçadas de extinção, como leões, rinocerontes, onças, hipopótamos, entre outros.

Foto: Reprodução
A página da norte-americana no Facebook possui mais de 29 mil seguidores. Mas, ao invés de atrair apreciadores, a jovem tem recebido muitas críticas, inclusive de outros caçadores, que a acusam de não respeitar os animais. Kendall faz questão de defender a prática, com a desculpa de que os animais foram mortos por estarem em áreas próximas a comunidades, oferecendo perigo à população. Além disso, ela justifica que a caça em alguns locais da África é uma maneira de angariar fundos para melhorar as condições de vida do povo local, levando água e escolas a regiões necessitadas.
Através de uma petição criada no site Avaaz, pessoas em todo o mundo têm participado de uma campanha que solicita ao CEO da rede social, Mark Zuckerberg a retirada da página de Kendall Jones do ar. A justificativa é de que o perfil incentive a crueldade em animais. Criada há nove dias, o abaixo-assinado on-line já conta com mais de 46 mil assinaturas. Se você não concorda com a prática, clique aqui e participe.
Redação CicloVivo
Postar um comentário