Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sexta-feira, 25 de julho de 2014

Prefeitura comemora sucesso dos programas de Saúde do Trabalhador. Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho é comemorado em 27 de julho. Em Cabo Frio, PST iniciou mapeamento sobre principais acidentes de trabalho na cidade


Exibindo Primeira reunião para estruturar o fluxograma municipal de Cabo Frio de acidente com material biológico em parcerias com CEREST-BL, PST e DST-AIDS..jpg

No dia em que comemora-se o dia nacional de prevenção de acidentes do trabalho, 27 de julho, a Prefeitura de Cabo Frio dá um passo à frente no que diz respeito aos programas municipais de Saúde do Trabalhador (PST). Com o objetivo de reduzir o acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, através de ações de promoção, reabilitação e vigilância na área de saúde, em parceria com o Programa Municipal de DST/AIDS, o PST iniciou um mapeamento sobre os principais acidentes de trabalho, os locais onde esses acidentes ocorrem e os profissionais envolvidos.





A Saúde do Trabalhador é uma área técnica da Saúde Pública que busca intervir na relação entre o sistema produtivo e a saúde, de forma integrada com outras ciências da saúde, visando à preservação da saúde dos trabalhadores. Segundo a fisioterapeuta Fernanda Gonçalves, especialista em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana pela ENSP- FIOCRUZ, que hoje coordena o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador da Baixada Litorânea (CEREST BL), o principal objetivo do mapeamento é o promover um meio ambiente laboral livre de doenças e acidentes decorrentes do trabalho, melhorando as condições de trabalho e minimizando as consequências prejudiciais, contribuindo na formação de uma sociedade que promova a saúde preventiva através dos espaços de trabalho.

– Até há alguns anos em nossa região, os acidentes de trabalho não eram notificados nas Unidades de Emergência. Através de estratégias realizadas em parceria com os municípios, o  CEREST vem conseguindo dar visibilidade a Saúde do Trabalhador. Hoje todos os nove municípios da Baixada Litorânea desenvolvem ações de promoção e prevenção, assim como a notificação dos acidentes de trabalho através dos seus Programas de Saúde do Trabalhador Municipais – explica a fisioterapeuta.

Como todas as datas estipuladas, o 27 de julho foi escolhido para conscientizar e lembrar as pessoas da importância de estarem sempre seguras e protegidas na hora de desempenhar suas tarefas no trabalho seja qual for a profissão

– Cabe principalmente as empresas fornecerem equipamentos e condições seguras de trabalho para seus funcionários. Mas a garantia de um trabalho seguro depende também da responsabilidade dos trabalhadores, seguindo as regras determinadas que garantam a prevenção de acidentes – diz Fernanda.

A fisioterapeuta explica que o mapeamento estatístico dos acidentes de trabalho que está sendo realizado em Cabo Frio é importante porque vai fornecer a informação em números de qual atividade laboral acomete mais os trabalhadores.

Atualmente os municípios da Baixada Litorânea se reúnem todo mês na sede do CEREST BL, em Cabo Frio, quando discutem e elaboram melhores estratégias para o desenvolvimento da Política Nacional de Saúde do Trabalhador. Há dois meses o município também sediou a Conferência Macrorregional em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, envolvendo a Baixada Litorânea, CEREST Maricá, CEREST Niterói, com público de 300 pessoas, representantes de diversos segmentos e classes trabalhadoras. Todas as propostas apresentadas na data foram contempladas e aprovadas na Conferência Estadual e serão discutidas e avaliadas na Conferência Nacional, no mês de novembro, que será realizada em Brasília.

O que são acidentes de trabalho?
Segundo a definição da Organização Mundial de Saúde (OMS), o acidente de trabalho é aquele que ocorre pelo exercício da atividade durante o expediente na empresa, quando há lesão corporal ou perturbação funcional, permanente ou temporária, que causa a morte, a perda ou a redução da capacidade para o trabalho.

Segundo o último levantamento da Previdência Social (publicado em 2009, com dados referentes somente a trabalhadores legalmente registrados), o Brasil registra uma média de sete mortes de trabalhadores por dia, em função de acidentes de trabalho. Foram 723 mil acidentes registrados em 2009, os quais resultaram em 2,5 mil mortes.

Texto: Alexandra de Oliveira | Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Saúde
Fotos: Til Santos
Postar um comentário