Em São Pedro, greve da Educação continua e alunos também vão as ruas protestar


A situação da educação municipal em São Pedro da Aldeia segue delicada. Os profissionais a educação devem completar uma semana de greve na próxima segunda-feira (27). Além disso, pais e alunos também estão indo para rua em manifesto por melhorias no setor.

Na manhã desta sexta-feira (24), um grupo de pais e alunos da Escola Municipal Vidal de Negreiros fecharam a principal rua do bairro Alecrim em protesto. Segundo os manifestantes a escola está em estado precário com problemas nos banheiros, nas salas, bebedouro, telhado, dentre outros. A promessa de reforma na unidade é antiga, mas até hoje não saiu do papel.

Enquanto isso, os profissionais da educação de São Pedro da Aldeia decidiram desocupar o prédio da Prefeitura, após quase 24 horas de protesto dentro do prédio municipal. Porém foi acordado com o Governo, que todas as grades que cercam a frente da Prefeitura estão liberadas para colocação de cartazes e faixas com conteúdo das reivindicações, além disso, fica liberada a presença de quatro manifestantes na parte de dentro da recepção, no horário do expediente, assim como um número limitado de manifestante no pátio do prédio municipal, desde que não atrapalhe o atendimento.

Declaração do prefeito – Diante das acusações do sindicato dos profissionais da educação de que o prefeito não estaria atendendo a categoria para que as propostas fossem negociadas, Claudio Chumbinho, utilizou as redes sociais para se posicionar.
“Em nenhum momento me recusei a ouvir e entender quais eram as solicitações dos profissionais, formei uma comissão técnica e capacitada para conduzir o processo de negociação e ouvir todas as demandas propostas pela classe. Eu também sou a favor de uma maior valorização daqueles que são responsáveis pela educação em nosso país. Entretanto, existem questões orçamentárias e leis que nos proíbem acatar determinados pedidos”, explicou o prefeito, que finalizou o texto dizendo que espera que a situação se resolva o mais rápido possível.
“Espero que tudo se resolva da melhor forma e o mais breve possível, não é justo que nossas crianças, pais e responsáveis sejam prejudicados e tenham suas rotinas alteradas. Com o objetivo de tentar solucionar a questão, o Presidente do Tribunal de Justiça designou audiência conciliatória para o dia 30 de agosto, para resultar em decisões que interessem a todos, deixando de lado qualquer interesse individual. Continuo trabalhando e me esforçando para termos uma cidade cada dia melhor. Um forte abraço!”, finalizou o prefeito.

https://cliquediario.com.br/cidades/greve-da-educacao-continua-em-sao-pedro-da-aldeia-e-alunos-tambem-vao-as-ruas-protestar
0