Apesar de rombo nas contas, prefeito de Cabo Frio trabalha para recuperar saúde financeira dos caixas da Prefeitura

“A hora é de união nossa com toda a sociedade civil organizada, para tirar Cabo Frio da crise”, diz o prefeito
Os mais de R$1,3 bilhão em dívidas acumuladas de gestões passadas são o maior desafio da atual administração. O governo trabalha incessantemente para reverter o estrago nos cofres públicos e cumprir os compromissos com credores, pagamento de pessoal, dívidas com fornecedores, instituições bancárias, Ibascaf, concessionárias, dentre outros. O prefeito Dr. Adriano Moreno não poupa esforços para tirar a cidade do caos financeiro em que ela se encontra.
“A hora é de união com toda a sociedade civil organizada para tirar Cabo Frio da crise. Tenho conversado com todos os setores, com empresários dos mais variados setores da economia para atrair empresas, gerar emprego e renda, produzir riquezas, atrair capital e aumentar consequentemente a arrecadação. O momento é de muita dificuldade, mas estamos empenhados em superar a crise”, disse o prefeito.
Outra preocupação em pauta neste momento é evitar o bloqueio das contas da Prefeitura de Cabo Frio, como o que ocorreu na semana passada, quando mais de R$5 milhões foram bloqueados pela Justiça por não pagamento de precatórios. Vale ressaltar que o total da dívida com precatórios é de cerca de R$ 140 milhões. Gráficos mostram a evolução da dívida do ano de 2004, quando a dívida chegava a R$ 20 milhões, até 2016, quando a mesma alcança o patamar de R$ 140 milhões, um aumento de 600 %. O Tribunal de Justiça determinou que, por ano, a Prefeitura tem que pagar R$ 33 milhões em precatórios, mas a realidade é de dificuldade em cumprir essas determinações.

A dívida com títulos de precatórios representa 11% do montante levantado pela equipe da Prefeitura e ocupa o terceiro lugar na lista das maiores pendências. A maior fatia fica com as dívidas com a Receita Federal, 43%;  em segundo lugar, estão os ‘restos a pagar processados’, com 17% e, em terceiro, os precatórios (veja gráficos em anexo).

As dívidas da Prefeitura de Cabo Frio ultrapassam  R$ 1,3 bilhão. Só com o Ibascaf, ela já ultrapassou os R$ 120 milhões, e os parcelamentos em atraso, feitos em 2013, podem elevar, de uma só vez, em mais de R$ 200 milhões o montante que a Prefeitura deve, o que faria esse valor inicial atingir mais de R$ 1,5 bilhão.

“Esse relatório da equipe de auditoria, me deixou muito preocupado com a situação da nossa cidade, por isso resolvi dar divulgação, não por atitude revanchista, mas para que a população possa saber dos problemas que estamos enfrentando. No entanto quero ressaltar que trabalharemos  incessantemente para colocar Cabo Frio no caminho certo. Vamos juntos olhar para futuro e vislumbrar um amanhã mais digno para todos os cabofrienses", finalizou o prefeito Dr. Adriano Moreno.


0