Sobrancelha, barbeiro e transporte por aplicativo entram na cesta de itens para cálculo da inflação


Letycia Cardoso
Nesta sexta-feira (7), o IBGE divulgou a inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em janeiro, que registrou uma leve alta de 0,21%. A novidade é que os itens avaliados no cálculo mudaram, a fim de acompanhar mudanças nos hábitos de consumo da população brasileira. Serviços como sobrancelha, barbeiro, transporte por aplicativo e de streaming, antes não contabilizados, passaram a integrar a cesta.
Ao todo, 58 subitens novos foram incluídos e outros 64 foram retirados, resultando em 377 itens na cesta do IPCA.

A variação dos transportes por aplicativos, como Uber, 99, Cabify, cada vez mais comuns nas ruas, foi de -0,54% — com base em uma comparação entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020. O índice contribuiu para a desaceleração da categoria Transportes, que teve alta de apenas 0,32% em janeiro, frente a 1,54%, registrado no mês anterior.

A categoria de cuidados pessoais, por sua vez, que já incluía o atendimento de cabeleireiros, agora passa a contabilizar também os preços de barbeiros (0,20%) e o de cuidados com as sobrancelhas (-0,26%).

Já os gastos com animais domésticos foram desmembrados em dois segmentos: tratamentos de animais em clínicas veterinárias (-0,13%) e serviços de higiene, como petshops (-0,19%).

Outra mudança foi o acréscimo da variação de preços de teatro e concertos ao subitem cinema (0,26%). Serviços de streaming, como Netflix, Amazon Prime, Globoplay, não apresentaram variação.

Robôs começam a ser usados para fazer cálculo
É a primeira vez que o indicador foi divulgado com preços coletados por robôs virtuais em páginas na internet. O processo de automatização permitiu o ganho de escala nas pesquisas que antes eram feitas manualmente por técnicos. O único subitem calculado dessa forma foi "transporte por aplicativo".
No próximo mês, essa forma de registrar variações será implementada também para as passagens aéreas e há expectativa de, até o fim do primeiro semestre, começar a implementar para preços de hotéis.

Comentários