Brasil terá moeda digital, diz Guedes

Afirmação foi feita pelo ministro durante a cerimônia alusiva à marca de 100 milhões de Poupanças Digitais da Caixa Econômica Federal

 O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou na quarta-feira (4) que o Brasil terá a moeda digital. Antes de comentar sobre a moeda digital, o ministro falou sobre a aprovação, feita pelo Senado Federal, com 56 votos favoráveis e 12 contrários, da autonomia do Banco Central. A proposta segue para a análise da Câmara dos Deputados antes de ser enviada para a sanção presidencial. 

"Nós temos finalmente o Banco Central autônomo, que é uma versão ligeiramente diferente, mas ainda sim com a principal missão, que é a preservação do poder de compra da moeda brasileira", disse. 

"Com o Banco Central autônomo novamente, então isso é algo extraordinário, também na dimensão digital. O PIX, OpenBank, as fintechs e a moeda digital. O Brasil terá a moeda digital. O Brasil está a frente de muitos países", afirmou.

Guedes contudo, não disse quando a moeda digital estará pronta e pediu apoio da Câmara na aprovação da matéria. 

Banco Central

Em agosto, o Banco Central anunciou que formou um grupo de trabalho para discutir impactos de uma eventual emissão de moeda digital pela autoridade monetária no Brasil. 

Em nota, o BC afirmou que a chamada CBDC — "central bank digital currency" — é diferente de uma criptomoeda sem garantia nacional, como bitcoin, por ser uma nova forma de representação da moeda já emitida pelo BC do país em questão, fazendo, portanto, parte da política monetária. 

O grupo de trabalho buscará propor modelo de eventual emissão de moeda digital, com identificação de riscos, incluindo a segurança cibernética, a proteção de dados e a aderência normativa e regulatória, disse o BC na época. 

Comentários